Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

Um blogue de lifestyle bem docinho!

Sex | 28.03.14

Receitas rápidas: Courgettes recheadas com Alheira de vitela

 Fotos: Graziela Costa

 

Com o fim de semana quase a chegar, partilho convosco mais uma aventura na cozinha. Desta vez, decidi recriar uma receita do chef Hélio Loureiro, mas claro que alterei um pouco a receita e por isso, deixo-vos também o link para a receita original.

 

Ingredientes

1 Courgette grande

Azeite (usei São Mamede)

1/2 Cebola

1 Alheira de Vitela (usei Minho Fumeiro)

1 Oregãos (usei Aromáticas Vivas)

Flôr de sal (usei Rui Simeão - Tavira Sal)

Pimenta preta

Queijo flamengo seco

 

Preparação

1. Corte as courgettes, no sentido da largura, em cilindros de 3 centímetros e retire o interior com ajuda de uma colher. 

2. Entretanto, leve ao lume o azeite e a cebola picada, deixe alourar. Tempere com sal e pimenta a gosto.

3. De seguida acrescente o recheio da Alheira de vitela e envolva tudo muito bem.
4. Adicione os orégãos e deixe cozinhar por mais 3 minutos.
5. Recheie os cilindros de courgettes com o preparado à base de Alheira de vitela, salpique com queijo ralado e leve ao forno, à temperatura de 150ºc, durante 15 minutos.

 

Pode ser servido como entrada ou como prato principal, por exemplo acompanhado com arroz branco.

 

Arroz branco

1. Parta uma cebola em cubos e leve a refogar num fio de azeite.

2. Acrescente 1 copo de arroz, mexa e deite os dois copos de água.

3. Tempere com sal e deixe cozinhar em lume brando.

 

Já agora, o recheio da courgette podem aproveitar para sopa ou mesmo puré. 

  

 

A região do Minho é conhecida pela sua gastronomia e claro, pelos seus enchidos. Nesta receita utilizei uma alheira de vitela dessa região e foi interessante, pois até hoje só tinha provado alheira de galinha e de bacalhau, mas fiquei fã. 

 

Esta alheira é da Minho Fumeiro, uma empresa de Ponte de Lima (já agora, esta é uma cidade que merece uma visita. Há uns anos fui lá com os meus pais e adorei, é um local mesmo bonito!), que se rege segundo moldes muito tradicionais, por exemplo no Mercado Gourmet fiquei a saber que eles não usam máquinas industriais para cortar enchidos como a barriga fumada (bacon, o termo mais comum), usam mesmo facas, daí os cortes não serem extremamente certinhos.

 

Estes produtos estão à venda na maioria das grandes superfícies, mas também podem ser encontrados em mercados, etc.

 

 

Nesta receita usei também o Azeite São Mamede, um azeite proveniente dos olivais em redor da Serra de São Mamede, situada no Alto Alentejo (zona de Portalegre).

 

O São Mamede tem um sabor muito parecido com o azeite caseiro, devido ao facto de ser feito com azeitonas da variedade galega e ser obtido pelo sistema contínuo, a baixa temperatura (entre os 27º e 31º.)

 

É um excelente azeite para utilizar em temperos, saladas e frituras.

 

Já agora, este é um azeite da Coopor – Cooperativa Agrícola do Concelho de Portalegre, uma cooperativa sem fins lucrativos que visa essencialmente preservar, dinamizar e potenciar o olival tradicional existente em toda a zona envolvente do Parque Natural da Serra de São Mamede.

 

 

 

 

 

 

 

Graziela
Qui | 27.03.14

Receitas rápidas: Espetadas de queijo de cabra, tomate e manjericão

Fotos: Graziela Costa 

 

Aproveito o facto de ter iniciado uma mini horta no terraço para vos mostrar uma nova receita, que tanto pode servir como entrada para um almoço de Primavera / Verão, como para prato principal, substituindo uma salada.

 

Ingredientes

1 caixa de Tomate Cherry

Manjericão qb (usei - Aromáticas Vivas)

Queijo do Cabra Curado (usei - O Melhor do Ribatejo

 

Preparação

1. Lave os legumes e as ervas aromáticas.

2. Corte o queijo em quadrados.

3. Vá colocando 1 tomate, 1 folha de manjericão e 1 pedaço de queijo sucessivamente até a espetada estar completa.

4. Sirva.

 

 

 

 

Recentemente, tivemos um passatempo no Facebook do blog onde oferecíamos um cabaz de Aromáticas Vivas e esse foi também o mote para passar a ter algumas ervas aromáticas em casa. Pois estas dão um toque especial a todos os pratos, já que não só dão um bom sabor aos alimentos, como também contribuem com numerosas propriedades saudáveis.

 

Já agora, podem encontrar as Aromáticas Vivas na maioria das grandes superficies e começarem também a vossa mini horta.

 

 

Confesso que nem todos os queijos me agradam, por exemplo apesar de ser da Serra da Estrela, não aprecio a maioria dos seus queijos, mas gosto sempre de provar novos sabores e o mais recente foi o queijo de cabra curado representado pelo "O Melhor do Ribatejo".

 

Aproveito então, para vos falar sobre "O Melhor do Ribatejo", uma marca criada por um grupo de jovens ribatejanos que decidiram juntar diversos produtos deliciosos, quase todos artesanais e divulga-los. Curiosamente, depois de ter trocado alguns emails com eles acabei por conhece-los no Mercado Gourmet e fiquei muito orgulhosa por existirem jovens da minha idade a tentar lutar para promover as suas origens e, acima de tudo, por terem criado um conceito tão giro, que vai desde a recolha dos produtos, ao design, passando pelas embalagens e pela divulgação dos mesmos.

 

Se ainda não se cruzaram com estes produtos, podem sempre espreitar o site d'O Melhor do Ribatejo e da sua loja online

 

 

 

 

Já agora, estou a participar com esta receita no passatempo da Dr. Oetker Portugal e se puderem fazer like na foto do álbum deles ficava-vos muito agradecida. Basta irem aqui e fazerem gosto.

 

 

 

 

 

 

 

Para beber nesta refeição, recomendo-vos um Quinta de Mosteirô - Tinto 2000 - Reserva, um vinho da região do Douro, que costuma acompanhar pratos fortes, mas que com este queijo "casa" na perfeição.

Graziela
Qua | 26.03.14

S/S Giveaway Worldwide - Black Lace Blouse from Romwe

 

Todas nós gostamos de receber prendas e roupa nova, por isso a Romwe e o Vida de Desempregada têm para vos oferecer uma blusa igual à da foto.

 

Para participarem, só precisam de seguir TODOS os passos do formulário abaixo.

 

Já agora, dia 27 de Março esta blusa vai estar à venda por $11.99. ;D

E podem ainda com este código 10offblacklace ter mais 10% de desconto. Aproveitem!

 

PS: Este passatempo termina dia 30 de Março à meia noite e é válido para residentes em todo o mundo, por isso toca a participar!

 

 

 

a Rafflecopter giveaway

 

S/S Giveaway Worldwide - Black Lace Blouse from Romwe

 

 

How to get:

 

1.       Add a comment on the product page via Facebook account to show your love to the blouse:

 

http://www.romwe.com/romwe-hollowout-lace-crochet-black-blouse-p-66057.html

 

2.       Tell me you have done it by leaving me a comment following this post.

 

3. Follow Vida de Desempregada and Graziela Costa Photography on Facebook.

 

4. Follow Vida de Desempregada on Bloglovin.

 

5. Share the giveaway in a social network. 

 

 

 

1 lucky winner will be picked 5 days later (30 March at midnight). 

 

 

 

Btw, the lace blouse will be $11.99 on 27th March. Here is an inner coupon for you, my lovely fans10offblacklace  save another 10% for lace blouse on 27thMarch.

 

Graziela
Qua | 26.03.14

Dia Mundial do Teatro - Espectáculos com entrada livre

Amanhã, dia 27 de Março assinala-se o Dia Mundial do Teatro e por isso, deixo-vos algumas sugestões de espectáculos com entrada livre. 

 

 

 

A primeira sugestão é "Hamlet" pela Mala Voadora no Teatro São Luiz (lisboa), mas também o Teatro Nacional Dona Maria II assinala o Dia Mundial do Teatro com um conjunto de actividades de entrada livre. Espectáculos, uma exposição e uma leitura encenada são as propostas para comemorar esta data especial.

 

Aqui fica o calendário de actividades:

 

A PORTA [espectáculo]
11h e 16h, Sala Estúdio 

NO TEMPO EM QUE OS INSTRUMENTOS FALAVAM [espectáculo]
13h e 17h30, Átrio TNDM II

20 DIZER [espectáculo]
21h, Salão Nobre

LUCIEN DONNAT, UM CRIADOR RIGOROSO [exposição]
10h às 12h30 e 14h30 às 16h30, 1ª Ordem

Condições gerais para o levantamento de bilhetes
:

abertura de portas - 9h30
abertura de bilheteira para os espectáculos - 10h

O levantamento dos bilhetes é limitado a 2 por pessoa e sujeito à lotação disponível. Para este dia, não se aceitam reservas de lugares.

 

Por último, sugiro uma leitura encenada na Biblioteca da Imprensa Nacional. O local que vai ser palco de uma leitura da peça "Nossa Senhora da Açoteia", da autoria de Luís Campião, pelo actor José Neves. A entrada é livre.

Graziela
Ter | 25.03.14

Passatempo Frubis / Vida de Desempregada

 

Aqui há uns tempos partilhei convosco a minha receita de Pana Cotta de Morango e nessa sobremesa usei Morangos Frubis. Como eles são tão bons e sei que vocês vão adorar, a Frubis e o Vida de Desempregada têm para vos oferecer um cabaz destes produtos. O cabaz é composto por 4 embalagens: Frubis Maçã Vermelha, Pêssego, Morango e Ananás. Servem como snack ou podem ser misturados com outros alimentos, tornando-os ainda mais agradáveis.

 

Para te habilitares a este cabaz, basta seguires todos os passos do formulário abaixo, mas atenção, porque este passatempo só é válido para residentes em Portugal. Por isso, se me estás a ler a partir de outros países, fica atento(a), pois brevemente teremos mais passatempos.

 

Boa sorte!

 

 

a Rafflecopter giveaway

Graziela
Seg | 24.03.14

Receitas rápidas: Iogurtes caseiros com compota

 

Fotos: Graziela Costa 

 

O leite é um alimento que desde sempre me fez alguma espécie e até aos 23 anos, não bebia leite de forma nenhuma. Para colmatar a minha necessidade de cálcio, quando era pequena, os meus pais compraram uma iogurteira. Confesso que não me lembro de ver a minha mãe a fazer os iogurtes, apenas me lembro de os comer, mas ultimamente, tenho vindo a ganhar cada vez mais o gosto pela cozinha e depois de ter visto alguns blogs que mostravam receitas de iogurtes caseiros, decidi experimentar. Claro que, eu andei a alterar a receita e aqui vos deixo a minha, quem sabe em vossa casa também não existe uma iogurteira pronta para voltar ao trabalho.

 

Ingredientes

1 litro de leite gordo (também podem usar leite meio gordo)

2 colheres de leite em pó

2 colheres de açúcar

1 iogurte natural

Compotas variadas (usei a compota de laranja e a de tomate - Doces da Puri)

 

Preparação

1. Numa taça funda misture o iogurte com o leite em pó e o açúcar.

2. Acrescente o leite gordo e mexa bem.

3. Deite a compota nos copos de iogurte.

4. Verta o preparada para os copos. 

5. Tape os copos e coloque na iogurteira durante 8 horas.

6. Leve ao frigorifico durante umas horas (eu deixei de um dia para o outro).

7. Desfrute!

 

Atenção, podem fazer os iogurtes com a compota no fundo ou podem fazer naturais.

 

 

 

No Natal passado, ofereceram-me umas compotas "Doces da Puri" e achei o conceito tão giro, que decidi contactar a Puri. Ora, estes doces começaram por ser uma forma de aproveitar a fruta de uma quinta na aldeia de Parambos (Bragança), mas actualmente tornaram-se uma marca que oferece uma gama alargada de compotas, biscoitos doces e salgados, vinagres de frutas, mel, etc.

 

Recentemente, tive também a oportunidade de conhcer a própria Puri, uma senhora brasileira radicada em Portugal e com um espirito empreendedor fora do comum, pois os "Doces da Puri" ajudaram também a própria comunidade onde ela vive. Isto é, as frutas são apanhadas de terrenos cujos os donos tinham deixado de cultivar e a marca dá emprego a várias doceiras da zona.

 

Os Doces da Puri podem ser encontrados em algumas lojas e eventos gourmet, mas também podem ser adquiridos na sua loja online. Já agora, existem 56 diferentes variedades de compotas, uma linha de biscoitos doces e salgados que inclui cerca de uma dezena de referências, 2 variedades de vinagre de frutas (amora e framboesa), mel com frutos secos e ainda uma inovação muito apetecível, a “Essência de Vinho” ( redução de vinho tinto do Douro para molhos e toppings).

 

 

 

 

 

 

 

Graziela
Sex | 21.03.14

Porque é que a pizza familiar é mais barata que a média?

 

As pizzarias não devem gostar do Pi, por isso se quiseres comer mais por menos, ele é o teu símbolo matemático. Primeiro, um regresso ao liceu para nos relembrarmos do Pi. Este número é usado para calcular a área da circunferência através de {\pi}r^2 , em que r representa o raio. Agora vamos à parte gira, calcular cenas:

 

Os seguintes cálculos são feitos para uma pizzaria conhecida. O diâmetro da pizza média é de 28cm e o da familiar é de 38cm, logo a área da média é ~6,2dm2 e a da familiar é ~11,3dm2, ou mais ~84%. Então, se a área aumenta ~84%, o preço da familiar deverá ser ~84% maior que o da média. Nope! Um exemplo de preços da tal pizzaria:

 

Pizza média, 12,25€

Pizza familiar, 17€

 

Ou seja, a pizza familiar custa apenas ~39% mais que a média. Há uma forma alternativa de olhares para este problema, que é calcular o preço por decímetro quadrado. A pizza média custa 1,99€/dm2 e a familiar custa 1,50€/dm2.

E ainda diziam que o Pi não tinha utilidade…

Graziela

Pág. 1/4