Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

O My Cherry Lips nasceu da minha vontade de partilhar com os outros tudo o que eu gosto e que faz parte do meu dia a dia. Moda, Beleza, Lifestyle são os seus temas principais. Visitem!

Sab | 30.05.15

O que fazer este fim de semana - Lisboa

11266463_10152963251502309_2947602038021851319_n.j

Foto: Feira do Livro de Lisboa (Facebook)

 

A 85ª Feira do Livro de Lisboa já começou e as atividades são tantas que difícil vai ser escolher. Showcookings, apresentações, debates, workshops, tudo e mais alguma coisa grátis para miúdos e graúdos. Consultem a agenda aqui.

2015-05-23 11.34.34 1.jpg

Foto: Graziela Costa (telemóvel) 

 

Tapas e Estrella Damm por 3€? Parece-me uma combinação perfeita! Eu já experimentei as do Tapa Bucho, do Kizzy e da Velha Gaiteira, adorei! Vejam aqui as 51 opções da Rota de Tapas 2015 e divirtam-se!

1529894_950538814978167_7599956241189575178_o.jpg

No sábado, dia 30 de maio, às 22h, as Festas de Lisboa'15 são "inauguradas" com um espetáculo que junta música, teatro, performances aquáticas, e projecção multimédia.
A entrada é livre, por isso não há desculpas para não verem os diversos universos artísticos, artistas portugueses e estrangeiros que se reúnem em torno de um mesmo palco – a Torre de Belém. 

Consultem o resto da programação em: www.festasdelisboa.com

11224816_568053890003394_289285327445615173_n.jpg

Os Santos Populares ainda não começaram, mas os arraias já! Para quem gosta de uma tradicional festa portuguesa recomendo o "Arraial Santo António", na Praça da Alegria, junto à Avenida da Liberdade, em Lisboa. A entrada é livre e aos fins de semana até tem bailaricos.

 

Programa
Concertos das 22h00 às 00h00

29 Maio - Noémia Duarte e António Cardoso (Acordeonista e vocalista)
30 Maio - Miguel Dias (Bem-vindos a Beirais)
5 Junho - Gina Reis e Ricardo Alcaide (Organista e vocalista)
6 Junho - KZL Music
9 Junho - Homenagem à fadista Celeste Rodrigues 17h30
12 Junho - Luís Rúpio e Luís Rouxinol (Organista e Vocalista)
13 Junho - Toy
 

14.jpg

Finalmente, sugiro-vos uma visita ao "África em Lisboa", uma festa que decorre até dia 31 de maio, no Museu da Carris, em Lisboa e que recebe o melhor das artes performativas, moda, artesanato e gastronomia de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé. 

 

A entrada é 5 euros, mas existem atividades grátis para todos os gostos.

Graziela
Sex | 29.05.15

"Fui" à Argentina - Volver by Chakall

_MG_2067-1.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Recentemente, fui convidada para experimentar o "Volver by Chakall", um restaurante que há muito queria visitar, mas que ainda não tinha tido oportunidade, até porque uma vez ganhei um workshop lá, mas meia hora antes surgiu um imprevisto e não pude ir. Desta vez, o grupo de bloggers que se havia juntado para experimentar o "Il Matriciano" voltou a reunir-se para mais um animado jantar. 

 

Como sabem eu estou de dieta, mas tenho um "dia da asneira" que reservo para ocasiões especiais e esta foi uma delas, mas só para que saibam, antes fiz uma aulinha de bodyattack para colmatar possíveis excessos. 

 

O "Volver by Chakall" situa-se no Lumiar (Lisboa) e apesar de não estar super visível, facilmente se chega lá, até mesmo de transportes públicos. Tem um ambiente bastante intimista, isto é as luzes são fracas para que possamos relaxar, a música é suave e a decoração é bastante requintada, um autêntico prazer para a "alma"! No entanto, o que faz deste restaurante popular é mesmo a sua carne Argentina de grande qualidade.

 

Eu confesso que nunca tinha experimentado carne deste país, mas sempre tive feedback positivo e nunca digo que não a um bom desafio, por isso venham daí conhecer os pratos que provámos ao longo deste jantar e quem sabe não vão lá um destes fins de semana...

_MG_2081-3.JPG

_MG_2073-2.JPG

Começámos a nossa refeição com uma série de entradas que fazem parte do menu "Cool Taping", nomeadamente: Sconnes de azeitonas e beterraba (uma combinação aparentemente estranha, mas que até tem um gosto engraçado), Panacotta Manjericão e um paté de azeitona com pimenta rosa que eu simplesmente adorei!

_MG_2092-4.JPG

Experimentámos também Chorizo Argentino (adorei, é muito mais suave que o chouriço português e até eu que não devo comer enchidos, porque me costumam fazer mal, arrisquei e valeu a pena!), Queijo Brie em massa kataífi com compota laranja Y mostarda (interessante, mas não foi dos meus favoritos), Pimentos Padrón (que nunca podem faltar num jantar destes) e cogumelos recheados (nhami!).

_MG_2100-5.JPG

Finalmente, as Empanadas de carne e atum, com um molho picante buenissimo! De notar que, a massa é super crocante e o recheio está na dose certa! Ainda assim, a minha favorita foi mesmo a de atum. 

DSC_0086a.png

Para prato principal, ao contrário dos meus colegas escolhi o Chakburguer, um hambúrguer de vaca com cebola roxa, bacon e queijo da serra em pão focaccia, que acaba por ser um prato forte para comer à noite, mas é delicioso! A acompanhar um rosti de batata-doce, isto é um misto de duas variedades de batata-doce tostadinhas no forno, que são bastante saborosas e são mais saudáveis que as típicas batatas fritas.

 

PS: Eu comi o meu hamburguér médio porque normalmente gosto da comida bem passada, se bem que os "especialistas" dizem que a carne se deve comer mal passada. Ainda assim, para mim estava fantástico!

DSC_0091aa.png

 Chakburguer (em pormenor)

_MG_2115-7.JPG

Os meus colegas escolheram Olho-de-Boi e Chuletón de Ávila marmorizada, dois dos mais famosos pratos do "Volver by Chakall" e que eu provei, mas continuo a achar que fiz uma boa escolha dado o meu gosto pessoal, pois estes dois pratos são mesmo para amantes de carne a valer. 

_MG_2118-8.JPG

Além do rosti de batata-doce, este dois pratos são acompanhados por legumes grelhados e apesar de não fazerem parte do meu prato era impossível resistir a umas boas courgettes e beringelas grelhadas, não é verdade?

_MG_2125-9.JPG

No final, cada um de nós escolheu uma sobremesa diferente, para que todos pudéssemos provar um bocadinho de todas. Começo por escrever sobre o Cheesecake de Queijo de Cabra com mel e nozes, uma combinação interessante dado o sabor forte do queijo e as texturas suave (do mel) e crocante (das nozes), de realçar que esta sobremesa é bastante cremosa tornando-se assim, uma boa surpresa para o paladar. 

_MG_2128-10.JPG

A minha escolhida foi a Torta Rogel "Con Mucho Dolce de Leche", pois mal vi que tinha doce de leite "atirei-me" de cabeça. No entanto, não gostei muito do crocante em si, pois achei um pouco seco, ainda assim explicaram-me que esta sobremesa é confeccionada desta forma para não se tornar enjoativa, isto é acaba por ser uma questão de gosto pessoal.

_MG_2135-11.JPG

A surpresa das surpresas, o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão, uma sobremesa que inicialmente não me despertou interesse nenhum, pois não sou fã da combinação de requeijão com abóbora, mas que se revelou a melhor sobremesa da noite. A textura do crumble é super macia e o gelado tem um sabor muito agradável. 

_MG_2141-1.JPG

Por último, o Chocolove, uma mousse de chocolate com massepain e frutos vermelhos que é agradável, mas dadas as minha elevadas expectativas ficou um pouco aquém do que esperava, no entanto tem um empratamento divino, não acham?

 

Na minha próxima visita a este restaurante já sei que o Chakburguer e o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão vão ter de fazer parte da ementa escolhida, mas até lá vou tentar recriar algumas das sobremesas em casa. 

Graziela
Qui | 28.05.15

Receitas rápidas: Pequeno almoço saudável 5

_SAM3591aa.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Vale sempre experimentar combinações novas, por isso hoje mostro-vos um dos meus últimos pequenos almoços saudáveis. Daqueles que vos deixam um bom gostinho e muita energia logo de manhã.

 

Ingredientes

1 iogurte natural PurNatur (Origens Bio)

1 colher de sopa de mel de carvalho (Serramel)

1 punhado de mistura de sementes Rise Live (Origens Bio)

1 punhado de passas brancas (também podem usar das pretas)

 

Preparação

1 - Numa taça deite o iogurte natural.

2 - Seguidamente deite uma colher de sopa de mel sobre o iogurte.

3 - Deite um punhado de sementes e passas.

4 - Coma lentamente e aproveite o seu dia!

 

E vocês que tipo de pequeno almoço costumam fazer?

_SAM3589aa.jpg

_SAM3593aa.png

 

 

 

Graziela
Qua | 27.05.15

Grátis esta semana

Cartaz Concertos Volvo Ocean Race Lisbon 2015.jpg

A Volvo Ocean Race está de volta a Lisboa e desta vez apresenta um série de concertos de artistas portugueses com entrada livre. Como sabem eu adoro música, por isso sugiro os concertos de: Carminho e Blasted Mechanism. Tenho pena é de não ter ido ao do Frankie Chavez, mas fica para a próxima.

11148500_906486639409212_3728383535656635134_n.jpg

Já agora, durante este evento também vão decorrer uma série de aulas grátis. Visitem a Volvo Ocean Race, na Doca de Pedrouços, em Lisboa, e aproveitem para perder umas calorias. A entrada é gratuita.

14676_962619393789386_3442183156057061709_n.png

Como eu sei que vocês também gostam de prendinhas aviso-vos já que, a Vichy está a oferecer amostras do seu novo Idéalia Skin Sleep. Peçam a vossa aqui

10423632_976460625706779_918116726710478012_n.jpg

Já a The Body Shop oferece amostras dos seus diversos tratamentos faciais, para obterem as vossas basta dirigirem-se a uma das lojas do grupo. 

10988479_10153912455490400_5657203489616014229_n.j

Para os mais pequenitos sugiro o "Pomarte", um dia repleto de atividades artísticas para toda a família onde vão poder assistir a concertos, participar em workshops e acima de tudo divertir-se. Vejam aqui as atividades grátis que vão poder fazer.

10989255_658012837665400_8099551156572664676_n.jpg

Para quem gosta de videomapping aconselho o "Lisboa, Cidade do Mar". Um espetáculo multimédia, em que se dá a conhecer a estreita relação entre Lisboa e o mar (desde o tempo dos Descobrimentos até à actualidade) e que será projetado na fachada do Arco da Rua Augusta. Nele vão poder ver imagens realistas alternadas e misturadas com animações 2D e 3D, ou seja uma viagem vertiginosa.

 

A entrada é livre e o espetáculo tem uma duração de 15 minutos. As sessões acontecem todos os dias às 21h30, 22h30 e 23h30.

 

Metro: Terreiro do Paço 

11267740_847926298611198_4399893277483941123_n.png

No dia 29 de maio a partir das 19h30, Lisboa recebe a Magnum Noite Pink & Black. A festa acontece no miradouro de São Pedro de Alcântara e os gelados e as surpresas ficam por conta deles.

ImageProxy.jfif

Finalmente, dia 28 de maio abre a nova praça de alimentação do Amoreiras (Lisboa) e como a data é marcante eles convidam para um cocktail de inauguração. Apareçam! 

11108195_356996424494361_3164294045497088418_n.jpg

 

Já agora, não percam as atividades grátis da Loja das Conservas (Lisboa).  

 

OriginalSize$2015_05_26_13_18_32_122872.jpg

Adoravam provar grátis os hambúrgueres do Hard Rock Cafe? Então aproveitem a tour que eles vão fazer em Lisboa, dias 28 e 29 de maio.

 

28 de maio

12h30 Gare do Oriente

17h Cais do Sodré

 

29 de maio

12h30 Saldanha

17h Chiado

10365724_10153265487713656_2732295266843565351_n.j

Pensavam que me esquecia do pessoal do Porto? Pois é, este fim de semana acontece o "Serralves em Festa", o maior festival de expressão artística contemporânea em Portugal e um dos maiores da Europa.

Ponto de passagem obrigatório para dezenas de milhares de visitantes de todas as idades ao longo de 40 horas consecutivas.


Entre as 8h da manhã de sábado e a meia-noite de domingo, esta festa conta com centenas de eventos para públicos de todas as idades e gerações: música, dança, teatro, performance e circo contemporâneo, exposições no Museu para visitar durante as quarenta horas da Festa, cinema, vídeo, fotografia e inúmeros workshops. A entrada é livre.

Consultem a programação em: http://bit.ly/19F3pO5

Graziela
Ter | 26.05.15

Matar as gordurinhas - Parte 4

ginasio.png

Fotos: Graziela Costa

 

Nem acredito que já passaram quase três meses desde que comecei a ir regularmente ao Fitness Hut e é engraçado como aquela sensação de frete foi substituída por orgulho. É certo que há um mês que tenho o mesmo peso, 68kgs, mas noto que as minhas pernas estão mais finas e tenho muito menos celulite. Acredito que o exercício físico, o litro e meio de água que bebo por dia e os cremes estão mesmo a funcionar, mas acima acima de tudo sinto-me mais ágil. Agora, fazer uma aula de bodyattack já é tão difícil quanto antes, aliás até subi a fasquia, pois agora faço três vezes por semana, para além disso continuo a fazer o bodystep e a dança (também preciso relaxar). Só tenho pena de não conseguir ir às aulas de bodypump que tanto gostava, mas acredito que num futuro próximo vou voltar.

 

Nestes três meses não só ganhei resistência física como me tornei mais focada, por exemplo há dias em que noto que não estou a "suar muito", o que quer dizer que não me estou a esforçar tanto quanto devia, e por isso no dia a seguir "dou-me" na cabeça e esforço-me mais. Também já me aconteceu esforçar-me tanto que andei três semanas à rasca de um joelho ou comi pouco e me senti mal quando ia para uma aula, no entanto também percebi que às vezes não posso ir longe demais, pois o meu corpo e a minha mente são apenas um e tenho de tratar bem deles. Ou seja, antes de fazerem exercício físico comam e se virem que têm dores musculares consultem um médico ou pelo menos ponham uma pomada desportiva. No meu caso funcionou, mas para além disso tenho tido o cuidado de aplicar depois de todas as aulas um creme relaxante para os pés e só faço os exercícios que o meu nível físico me permite, não vale a pena inventar porque depois é pior.

 

Conclusão, se querem uma coisa lutem por ela, mas lutem à séria porque no final vai saber-vos mesmo bem e até lá bons treinos! 

Graziela
Seg | 25.05.15

Receitas rápidas: Lasanha de courgette e pescada

_MG_3027-11.JPG

 Fotos: Graziela Costa

 

Este fim de semana passei dois dias como não tinha há muito e para comemorar eu e o meu namorado fizemos uma receita juntos: lasanha de courgette e pescada. Uma receita mais saudável, mas igualmente saborosa quando comparada a uma tradicional lasanha feita com massa. 

 

Já agora, esta receita é dedicada a ti, João porque estás sempre pronto a provar as minhas aventuras culinárias e desta vez apesar de te teres cortado à séria na mandolina em momento algum pensaste em desistir. 

 

Agora, aqui fica a nossa  "Lasanha de courgette e pescada"

 

Ingredientes

(para 2 pessoas)

1 courgette grande

1 embalagem de Filetes de Pescada

Polpa de tomate temperada com cebola e alho qb. (Flor das Hortas)

Orégãos secos qb. 

1 cebola grande

Sal grosso qb.

Azeite São Mamede

Queijo flamengo ralado

Aneto qb. (Margão)

Azeitonas pretas

Tabasco Red

 

Preparação

_MG_2965-1.JPG

1 - Descasque a cebola e a courgette.

_MG_2970-2.JPG

2 - Coza a pescada em água e sal. Posteriormente desfie e reserve (também pode aproveitar restos de pescada cozida).

_MG_2987-3.JPG

3 - Com a ajuda de um cortador (eu usei a mandolina Borner V3) parta a cebola em rodelas.

_MG_2994-4.JPG

4 - Num pirex espalhe a cebola e regue com um fio de azeite.

_MG_2998-5.JPG

5 - Parta a courgette ao meio na horizontal e depois volte a ralar como se fossem placas de lasanha.

_MG_3005-6.JPG

6 - Coloque uma camada de lasanha.

_MG_3006-7.JPG

7 - Numa tigela funda misture a pescada com a polpa de tomate, os orégãos secos e o aneto (pode colocar uns gotinhas de Tabasco Red).

8 - Deite a mistura sobre as placas de courgette.

_MG_3012-8.JPG

9 - Coloque uma nova camada de placas de courgette.

_MG_3014-9.JPG

10 - Polvilhe com queijo ralado. Decore com azeitonas e orégãos secos.

11 - Leve ao forno a 180º durante cerca de 40 minutos.

_MG_3024-10.JPG

Nhami!

_MG_3038-13.JPG

_MG_3047-14.JPG

Graziela
Sex | 22.05.15

É português e eu gosto: Só sabão!

_MG_1631aa.png

Fotos: Graziela Costa

 

Apesar de ser uma cidade, o sítio de onde sou originária não tem centros comerciais nem lojas de marcas conhecidas, por isso quando queríamos ir a esses locais íamos a Viseu, pois era a “grande” cidade mais perto de nós. Lembro-me de o meu pai me levar lá, aos sábados de manhã, para irmos comprar roupa, mas na verdade a maioria das vezes era ele quem comprava mais. Ainda assim, era divertido porque eu aproveitava para ver as montras e havia uma loja que eu gostava particularmente. Era uma drogaria perto da Sé, que tinha imensos produtos de beleza com cores bastante atractivas. Nunca lá entrei, mas espreitava sempre do lado de fora e imaginava como cheirariam aqueles produtos. Teriam o cheiro dos sabonetes tradicionais ou seriam industrializados? Entretanto fui para a faculdade e raramente voltei a ir a Viseu, mas aqui há uns tempos a minha mãe falou-me de uma loja que achava que eu iria adorar, a Só Sabão, um projecto que eu conhecia online e que já me tinha despertado alguma curiosidade devido à sua gama de produtos e claro, pelas fantásticas ilustrações das embalagens.

 

Como desde o ano passado tenho vindo a usar mais sabonetes em casa e gel de duche no ginásio ou quando vou de viagem tenho apostado maioritariamente nos produtos naturais, pois sinto que me ajudam a “mimar” mais a minha pele e acabam por ser um ritual de beleza.

_MG_1633aa.png

Recentemente, tive finalmente a oportunidade de experimentar os produtos da Só Sabão, nomeadamente os sabonetes de: vinha (vinho e folha de videira), inca (cacau e rosmaninho), mel e mediterrâneo (tipo Marselha / alecrim).

 

À primeira vista um sabonete de vinha ou inca pode parece um pouco estranho, mas estas duas variedades foram as que me chamaram logo à atenção, pois nunca as tinha visto. Ainda assim, experimentei cada uma delas e deixo-vos a minha opinião:

 

Vinha – Gostei do muito do seu cheiro, no entanto parece-me que cheira mais a menta do que a vinha, o que até é bom porque estava com medo que fosse muito intenso. De notar que, este sabonete funciona muito bem como esfoliante e para mim, que tenho pele seca é fantástico!

 

Mel – Gostei da textura e é bom para quem tem a pele seca ou mista, mas tenho pena que o cheiro não seja muito intenso, no entanto também acho que isso quer dizer que é mais natural.

 

Inca – Bom bom bom! Até dá vontade de comer devido ao seu cheirinho. O sabonete em si é regular e acaba por ser muito semelhante ao de Mel.

 

Mediterrâneo – É aquele básico essencial que dá para qualquer tipo de pele. O seu cheiro é muito suave, quase não se nota, por isso é bom para quem não gosta de aromas muito intensos.

_MG_1645aa.png

Sabonete Marselha

 

Já agora, para quem não conhece, a Só Sabão é um projecto de interpretação de receitas e técnicas de cosmética tradicional portuguesa, cujos produtos são 100% naturais, sem perfumes artificiais, conservantes ou adição de corantes. Podem encontrar as suas quatro gamas: Origens, Lusitânia, Descobrimentos e Utilidades (até têm um sabonete para cães, eu estou curiosa para experimentar na Júlia), na sua loja online ou no Largo São Teotónio 30, 3500-194 Viseu (eu ainda não fui lá, mas a minha mãe diz que é um espaço bem interessante).

 

PS: Se puderem vejam a nova colecção deles, pois tem umas ilustrações florais lindas e o mais giro é que foram feitas por alunos das escolas de Viseu. A isto é que se chama defender o que é nosso!

_MG_1649aa.png

As ilustrações são fantásticas não acham?

_MG_1654aa.png

Sabonete de Mel

Graziela
Qui | 21.05.15

Ser turista na minha cidade parte 16: Jardim Botânico d'Ajuda

_MG_7157aa.png

Fotos: Graziela Costa

 

No "Ser turista na minha cidade" desta semana apresento-vos o Jardim Botânico d'Ajuda. Um espaço que tive a oportunidade de visitar num shooting day do curso de Fotografia de Moda. 

 

Este jardim é conhecido por um dia ter feito parte dos jardins do Palácio Nacional da Ajuda (cujo post "Ser turista na minha cidade" podem ver aqui), pela sua beleza muito característica e pelos seus habitantes, os pavões, que se passeiam por toda a parte e com sorte deixam para trás uma pena, que vocês podem levar de recordação (mas, atenção nada de arrancarem penas aos pobres animais!).

 

No dia em visitei este local ia decorrer um casamento, pelo que todo o espaço estava bastante agitado, ainda assim este é o lugar ideal para um piquenique romântico. Até porque os banquinhos dispostos de forma artística por todo o jardim convidam a sentar e a assistir de camarote ao fantástico pôr do sol que dali se avista.  

 

Só tenho pena de não ter visto a parte da estufa, pois de certo devia ser fantástica, mas de certeza que um dia vou voltar, até porque o bilhete não é assim tão caro, 2 euros para adultos (as crianças não pagam) ou 1 euro para estudantes.

 

Já agora, o Jardim Botânico d'Ajuda está aberto todos os dias entre as 10h e as 20h (19h no horário de Inverno) e para lá chegarem o melhor é mesmo irem no eléctrico 18 ou nos autocarros 727, 729 ou 732.

 

Até lá vejam as minhas fotos e fascinem-se por este local!

 

PS: Podem ver outras visitas da série "Ser turista na minha cidade" aqui.

_SAM0524aa.png

_SAM0552aa.png

_SAM0526aa.png

_SAM0530aa.png

_SAM0531aa.png

_SAM0537aa.png

_SAM0536aa.png

_SAM0525aa.png

_SAM0541aa.png

_MG_8724aa.png

_SAM0540aa.png

_SAM0550aa.png

_MG_8763aa.png

Graziela
Qua | 20.05.15

Em review: Veet Spawax

_MG_1691a.png

Fotos: Graziela Costa

 

Apesar de viver em Lisboa há 6 anos sou completamente fiel à minha estéticista da terrinha, primeiro porque nunca me queimou, segundo porque ir lá é como ir ao psicólogo, posso falar à vontade e terceiro porque é significativamente mais barato. No entanto, como não estou sempre a ir lá, ao longo dos anos fui-me desenrascando em casa.

Primeiro com as bandas de cera fria, depois com o Roll-on Easy Wax, da Veet, que comprei no ano passado graças a um experimente grátis. No entanto, apesar de estar muito satisfeita com esse produto (sim, tem algumas manhas como demorar a aquecer mais do que diz nas instruções, mas as recargas duram imenso e é fácil de utilizar), este ano quando lançaram o Spawax quis logo experimentar por isso, hoje conto-vos a minha experiência com este novo produto (que ainda podem encontrar à venda com experimente grátis).

 

Como sabem agora vou todas as semanas ao ginásio e quero sempre sentir-me bem comigo própria, por isso convém estar tudo em ordem para poder usar t-shirts ou bermudas. Claro que, para ter umas axilas e umas pernas bonitas há que cuidar delas e essas duas partes do corpo curiosamente são sempre as mais difíceis de depilarmos a nós próprias. 

 

Para testar esta nova máquina, que funciona como as caldeiras das esteticistas profissionais (inclusive é alimentada com pastilhas de cera) escolhi as axilas, que para mim são mesmo a parte mais difícil de depilar a mim própria.

 

1º Liguei a caldeira à corrente.

2º Coloquei a pastilha de cera lá dentro e tapei.

3º De vez em quando ia mexendo com a espátula, até a cera estar totalmente líquida (esta máquina é muito mais rápida a aquecer a que a Roll-on).

4º Apliquei um pouco da cera.

5º Retirei no sentido contrário ao crescimento do pêlo.

6º E voilá, os pêlos desapareceram.

7º No final da depilação, limpei os restos de cera alojados na caldeira e na espátula. 

 

Em suma:

 

Sim, a máquina funciona bem e até gostei, mas tem pequenas questões:

1º A cera parte muito facilmente e ficam muitos pedaços agarrados;

2º Quando se desliga a caldeira da corrente, ela esfria rapidamente (devem deixá-la sempre ligada enquanto estão a fazer a depilação) e depois a cera fica logo sólida;

3º Este método é melhor para zonas como pernas ou virilhas porque conseguimos controlar melhor a quantidade e a forma como espalhamos a cera (eu acabei por ter de pedir ajuda à minha mãe para concluir a depilação);

4º Este kit não traz toalhetes removedores de restos de cera o que seria muito importante, ainda assim, a cera sai facilmente se formos tomar banho. 

 

Conclusão: vou continuar a usar a Veet Spawax, pois é um produto interessante para usar em zonas como pernas ou virilhas, mas ainda assim prefiro o Roll-on porque rapidamente consigo fazer toda a depilação sozinha e não tenho de limpar a máquina a fundo sempre que a uso.

 

_SAM4145-2.JPG

_SAM4148-3.JPG

O kit completo

_SAM4149-4.JPG

 A cera a aquecer

Graziela
Qua | 20.05.15

Receitas rápidas: Massada à minha maneira

_MG_2871-4.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Eu sou uma "marmita lover" e todos os dias levo religiosamente a minha lancheira para o trabalho. Este foi um hábito que ganhei no meu primeiro estágio, em 2010, e até hoje levo sempre um lanchinho para onde quer que vá. É económico, pois não gasto dinheiro em refeições fora, mas também é uma forma de controlar a minha dieta, ainda que a receita que vos trago hoje seja um pouco calórica.

 

Esta receita surgiu de um desafio que SmartLunch fez a 50 bloggers, no sentido de criarem uma receita para levarem na SmartBento. Eu fiz uma massa super simples, mas bastante saborosa e que levei muitas vezes para os meus almoços quando estava nesse primeiro estágio (agora, é mais legumes com peixe cozido eheheh).

 

Sem mais demoras, aqui fica uma massa à minha maneira.

 

Ingredientes

(para mais do que uma refeição)

1 punhado de massa esparguete

1 colher de sopa de Azeite São Mamede

Margão Segredos Alho e Salsa 

Sal com orégãos (Salinas Várzea da Marinha)

1 cebola pequena

1 lata de atum

Pedacinhos de bacon cortados grosseiramente

1 punhado de mistura de sementes Rise Live (Origens Bio)

1 punhado de sementes de girassol (Sementina)

200ml de Creme de Soja (Shoyce)

1 lata pequena de cogumelos laminados

 

 

Preparação

1. Parta a cebola em pedaços.

2. Num tacho leve a alourar num fio de azeite, com o bacon já partido em pedaços. 

3. Quando o bacon já estiver tostadinho retire do lume e reserve.

4. Deite a água quente (aqueçam com o fervedor eléctrico, pois fica mais barato), o sal e a massa.

5. Deixe cozinhar em lume brando.

5. Num tacho à parte coloque as natas, o atum escorrido, os cogumelos e bacon.

6. Tempere com sal, Margão Segredos Alho e Salsa  e deixe cozinhar em lume bando.

7. Quando a água da massa já tiver escorrido quase toda, acrescente a mistura do atum, bacon e cogumelos.

8. Envolva bem e acrescente as sementes.

9. Sirva quente e reserve um pouco para a marmita do dia a seguir. 

 

_MG_2823-1.JPG

Marmita SmartBento (SmartLunch)

Lancheira (Donna Xica)

_MG_2856-2.JPG

_MG_2865-3.JPG

_MG_2886-5.JPG

_MG_2894-7.JPG

Graziela

Pág. 1/3