Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

Um blogue de lifestyle bem docinho!

Sex | 30.06.17

Música às sextas: Incubus - 8

Incubus_8-cover_v3 (1).jpg

Durante a adolescência todas nós tivemos uma "crush" por um artista, a minha e a de mais uma carrada de miúdas que eu conhecia na altura era o Brandon Boyd, o vocalista dos Incubus. Banda que eu cheguei a conhecer pessoalmente em 2007, pela sua vinda ao antigo Pavilhão Atlântico, mas que só em 2012 fotografei aquando da atuação no Super Bock Super Rock.

 

Conhecidos pelo seu rock alternativo, os Incubus alcançaram o sucesso com temas como "Drive", "Pardon Me", "Are You In" ou "Wish You Were Here". Músicas onde o rock estava presente, mas que acima de tudo tinham letras interessantes (sei-as quase todas de côr). Tanto que, ainda hoje volta não volta ouço os álbuns antigos. No entanto, não podemos ficar presos no passado e se eu cresci eles também cresceram e mesmo não tendo achado tanta piada aos dois últimos álbuns "Light Grenades" e "If Not Now, When?" estava expectante pelo lançamento de um novo disco de originais.

 

"8" é então o oitavo disco dos Incubus e foi produzido por Dave Sardy (que trabalhou maioritariamente em bandas sonoras) e Skrillex (nome que me deixou de pé atrás) e nele podemos encontrar melodias bem marcadas como nos primeiros discos, nomeadamente o tema instrumental "Make No Sound In The Digital Forest", mas também temas com letras populares como "Glitterbom", "State Of The Art", "Undefeated" ou "Throw Ou The Map", e balada fantástica: "Loneliest". Sem dúvida a minha música favorita deste álbum!

 

Ao lado foi a escolha do primeiro single "Nimble Bastard" (cujo vídeo podem ver abaixo) e que nem parece um tema dos Incubus (nota-se lá bem o dedo dispensável do Skrillex) e "When I Become A Man", que não acrescenta nada ao disco, aliás dá-lhe uma quebra de ritmo quando o escutamos todo seguido.

 

Em suma: não é um álbum como o "Make Yourself" ou "Morning View" (os meus dois álbuns favoritos deles), mas "8" consegue ser mais interessante que o anterior "If Not Now, When?". Assim, se alguma promotora deste país quiser trazer os Incubus para tocar este novo disco, eu agradeço!

 

 "Nimble Bastard"

 

"Loneliest"

 

 "State Of The Art"

Graziela
Qui | 29.06.17

Em review: Canon 5DS e EOS 24 mm 2.8

Canon_5DS-1.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Com a chegada do verão, a fotografia fica ainda mais presente na minha vida. São os festivais de verão, os casamentos, as sessões fotográficas, entre outros e para isso é essencial ter uma boa máquina fotográfica. Assim, hoje escrevo sobre a Canon 5DS e a objetiva EOS 24 mm 2.8, dois equipamentos que tive a oportunidade de testar durante algumas semanas.

 

Se bem se lembram no ano passado testei a Canon 5D Mark III (vejam a review aqui), mas entretanto saiu a 5DS, desde logo fiquei com curiosidade de a experimentar. Sim, porque apesar de terem um aspeto semelhante, a 5DS tem 50.6 megapixeis, 61 pontos de focagem e tira até 5 fotogramas por segundo, ou seja em termos técnicos acabava por ser superior à Mark III. No entanto, será que ela ia de encontro às necessidades do meu trabalho? Pois bem, ao testar esta máquina fotográfica reparei que ela cria ficheiros muito grandes e para quem como eu trabalha com cartões de 8GB (normalmente consegue-se tirar cento e poucas fotografias em formato RAW, se captadas com uma 5D Mark III ou uma 6D (cuja review podem ver aqui)), acabava por não conseguir fazer muitas fotografias de seguida. Algo problemático quando se está a fotografar um casamento ou um festival de verão.

 

Por outro lado, a qualidade da imagem é muito superior, as coisas ficam mesmo nítidas e para quem fotografa publicidade, peças para catálogos ou mesmo paisagens vai ver que esta máquina é espetacular para isso.

 

No meu caso, acabei por diminuir a qualidade da fotografa nas definições da máquina para que pudesse fazer mais fotografias. De qualquer forma, gostei do facto desta máquina ter vários modos silenciadores (quase não se houve o obturador quando a máquina dispara), de ter entrada para dois tipos de cartões e de a bateria aguentar bastante tempo.

 

Ou seja, sim é uma boa máquina, mas para o meu tipo de trabalho uma Canon 5D Mark III ou IV é o ideal.

Canon_5DS-2.jpg

Canon_5DS-3.jpg

Canon_5DS-4.jpg

Em relação à objetiva EOS 24 mm 2.8 posso dizer-vos que tem uma qualidade de imagem muito boa e é ideal para fotografar imobiliário, grupos e paisagens. No entanto, se procuram algo mais versátil acho melhor escolherem uma 24-70mm como a que eu tenho neste momento. 

Canon_24mm-1.jpg

Canon_24mm-2.jpg

Canon_24mm-3.jpg

Canon_24mm-4.jpg

Graziela
Qua | 28.06.17

Open day verão Avon

Avon_Summer_Edition-2819.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

O verão chegou finalmente e com ele chegaram também as novidades da Avon. Novos perfumes, produtos solares e uma nova coleção de roupa e calçado são algumas das coisas que podemos encontrar no novo catálogo desta marca americana.

 

Para apresentar todos os novos produtos a Avon organizou um open day no Hotel da Estrela e eu estive a a fotografar as peças mais giras para vos mostrar.

 

Fatos de banho com tons quentes (vermelhos, laranjas...), chinelos confortáveis e vestidos frescos foram algumas das peças que me chamaram mais à atenção, mas também gostei de conhecer os novos vernizes gel da coleção Mark (cujo post de apresentação podem ver aqui) e a nova coleção de cuidados para os pés (da qual vos irei falar brevemente).

 

Agora, deixo-vos as fotografias das peças que mais gostei. :)

Avon_Summer_Edition-2791.jpg

Pijamas giros

Avon_Summer_Edition-2793.jpg

Os novos tons dos vernizes gel da Avon

Avon_Summer_Edition-2795.jpg

Nunca imaginei que a Avon tivesse tantos perfumes

Avon_Summer_Edition-2798.jpg

Anti celuliticos

Avon_Summer_Edition-2799.jpg

Nova gama de cuidados para os pés

Avon_Summer_Edition-2801.jpg

Quero tanto este fato de banho!

Avon_Summer_Edition-2802.jpg

Avon_Summer_Edition-2806.jpg

A roupa de criança deste novo catálogo é um mimo

Avon_Summer_Edition-2809.jpg

Avon_Summer_Edition-2816.jpg

A coleção Mark

Avon_Summer_Edition-2820.jpg

 Os biquínis também são bem giros

Graziela
Ter | 27.06.17

Ser turista na minha cidade - Parte 57: Museu Calouste Gulbenkian (Coleção do Fundador)

Museu_Calouste_Gulbenkian-005272.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Desde que comecei a trabalhar que tem sido difícil explorar novos locais para fotografar para a rubrica do "Ser Turista Na Minha Cidade", mas aproveitando o facto da minha mãe estar em Lisboa a passar uns dias fui apresentar-lhe o Museu Calouste Gulbenkian. Um museu situado em São Sebastião (mesmo junto ao metro) com um espólio bem variado. Escultura, mobiliário, pintura, tapeçarias, entre outros são algumas das peças que fazem parte deste museu.

 

Eu gosto particularmente da parte do mobiliário e da coleção egípcia, pois noto que em Portugal há poucas peças desse período. No entanto, o período romano também é bastante interessante.

 

Podem visitar o Museu Calouste Gulbenkian de segunda a domingo (encerra às terças) das 10h às 18h. O bilhete para a coleção moderna e para a coleção do fundador custa 10€, mas aos domingos a partir das 14h a entrada é livre.

 

Quando lá forem aproveitem para visitar também o Jardim da fundação, cujo o "Ser Turista Na Minha Cidade" podem ver aqui.

 

PS: Podem ver outras visitas da série "Ser turista na minha cidade" aqui.

Museu_Calouste_Gulbenkian-005273.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005274.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005275.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005276.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005279.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005280.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005281.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005283.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005284.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005285.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005287.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005288.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005289.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005294.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005295.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005298.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005306.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005313.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005315.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005318.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005320.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005322.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005323.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005328.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005331.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005341.jpg

Museu_Calouste_Gulbenkian-005345.jpg

Graziela
Seg | 26.06.17

50 Factos sobre mim

Retrato_Mulher_Graziela.jpg

Há 5 anos que tenho este blog e apesar de quase todos os dias partilhar convosco um bocadinho da minha vida, nunca partilhei aquelas coisas básicas que me definiriam se estivesse "à prova". Assim, aqui ficam 50 factos sobre mim.

 

1. O que é que eu mais odeio em mim? A minha falta de auto estima.
2. Peso... Tenho mesmo de dizer? Estou de novo em baixo de forma.
3. Se pudesse visitar qualquer lugar no mundo, qual seria e porquê? Nova Iorque porque muitas das bandas que gosto estão lá  radicadas e claro, tem lojas de roupa e cosmética incríveis.
4. A última coisa que me fez chorar... Uma discussão com o meu ex namorado.
5. Se pudesse voltar no tempo, o que mudaria? Tinha obrigado o meu pai a ir comigo ver o Roger Waters. Assim, ele via alguém da sua banda favorita e eu mostrava-lhe a minha grande paixão: fotografar concertos. 
6. Não vou morrer sem… Ser Mãe.
7. Quanto tempo levo a ficar pronta para sair? Demasiado (acreditem, os meus amigos sofrem).
8. Último lugar onde estive... No Colombo.
9. Comida favorita... Esparguete à Bolonhesa.
10. Comida que eu não como de jeito nenhum... Salmão.
11. Música do momento - Cold War Kids - Love On The Brain (Los Feliz Blvd) ft. Bishop Briggs

12. Passo a vida a perder... Os óculos.
13. Emprego de sonho... Fotografar para a Rolling Stone ou para a Vogue.
14. Último concerto a que fui... Mastodon + Black Peaks, na Sala Tejo do Meo Arena.
15. Banda/Artista favorito: dEUS e The National. 
16. Última vez que me stressei... Ontem, com a minha mãe.
17. Carro ou mota... Carro, mas como não tenho nenhum é mesmo metro ou autocarro.
18. Uma música com a palavra AMOR: The National - Daughters of the SoHo Riots

19. Não saio de casa sem... Pôr perfume (posso não me maquilhar, mas perfume coloco sempre).
20. Chocolate favorito: Kinder barritas e Reeses (gosto dos dois da mesma maneira)
21. Uma frase que a minha mãe sempre fala - "Vai dormir!" (eu durmo pouco)
22. Eu estou… Sempre a 1000 à hora, mas sinto que estou sempre atrasada para alguma coisa.
23. Eu sou… Faladora (mesmo!).
24. Eu quero… Viver um grande amor!
25. Ser amigo é… Passar meses sem falar e quando voltamos a falar parece que nada mudou.
26. Quando eu morrer… Espero que tenham muitas saudades minhas.
27. Um livro... Um que uma antiga chefe me deu. Era sobre um rapaz que ia à procura da autora da música que mudou a sua vida, mas curiosamente, não me lembro do nome do livro. Ahahah
28. Um filme... L'Eclisse - Michelangelo Antonioni
29. Uma meta para cumprir este ano... Voltar a treinar 5 vezes por semana, no Fitness Hut.
30. Queria ser uma formiga para… poder ir ver todos os desfiles do Mode A Paris na primeira fila.
31. Calças ou vestido... VESTIDO, SEMPRE!
32. O que me faz feliz... Miminhos (um abracinho bem forte, por exemplo)
33. Sou feliz quando... Alguém me elogia (principalmente, no que toca ao meu trabalho).
34. Queria ser… Fotógrafa a tempo inteiro.
35. Queria ter… Dinheiro para poder viajar para onde quiser.
36. Se fosse homem… Seria completamente viciada em roupa e produtos de beleza (tipo metro-sexual).
37. Uma pessoa que adorava conhecer pessoalmente... O Tom Waits, sem dúvida!
38. Cerveja é… Horrível, a menos que misturada com limão, frutos vermelhos (tipo Sagres Radler), etc...
39. Na noite passada… Devia ter editado algumas fotografias, mas estava cansada.
40. Poderia ficar horas... A ver a minha cadela dormir, ela é tão fofa!
41. Desmaio quando... Vejo sangue, me tiram sangue e se me contarem algo com muitos pormenores relacionado com doenças...
42. O meu lema... Luta pelo que te faz feliz! 
43. Morro de medo de… Aves (pombos, galinhas...).
44. Daria tudo para… Ter o meu pai de volta.
45. O meu maior defeito que é uma grande qualidade... A minha teimosia porque me faz lutar pelos meus sonhos.
46. Qual a maior qualidade que é um defeito... Sou sincera sem pensar nas consequências (muitas pessoas não gostam da forma direta como eu digo as coisas).
47. Signo... Gémeos.
48. O que querias ser quando fosses grande? Realizadora de Cinema (atualmente gostava mais de poder fazer um bocadinho de tudo na área da comunicação).
49. Clube de futebol... SPORTING, claro!
50. Odeio... Estar sozinha.

Graziela
Sab | 24.06.17

Uma coleção de roupa cheia de fruta

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-7.jpg

 Fotos: Graziela Costa

 

Baseada nas frutas que dão sabor aos seus sumos, a Sumol juntou-se à Paez e juntas criaram uma a coleção Fruit Of Choice. Uma coleção composta por um kimono, dois fatos de banho, quatro modelos das míticas alpargatas Paez, t-shirts e sweats. Roupas coloridas, frutadas e perfeitas para usar este verão.

 

Eu fiquei apaixonada pelo fato de banho dos ananases, mas foram as alpargatas do mesmo padrão que vieram comigo para casa (as minhas das melancias romperam-se de tanto uso e precisava mesmo de as substituir). Debaixo de olho ficaram ainda os calções das maçãs.

 

As peças da coleção Fruit Of Choice encontram-se à venda nas lojas Paez de todo o país e para conhecerem a coleção completa convido-vos a verem as fotografias abaixo (tirei no evento de apresentação) ou a visitarem o Pinterest criado para o efeito.

 

PS: Desafio para a Sumol: criem um Sumol de cereja, assim depois já podem criar umas alpargatas com padrão de cerejas. ;)

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-1.jpg

Calções de banho para rapaz, fatos de banho e t-shirts

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-2.jpg

As minhas favoritas

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-3.jpg

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-4.jpg

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-5.jpg

Este fato de banho, kimono, t-shirts e alpargatas são algumas das peças que compõem esta coleção

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-6.jpg

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-8.jpg

Cocktails Sumol

Sumol_Paez_Fruit_Of_Choice-9.jpg

 A coleção de alpargatas completa (peças unisexo)

Graziela
Qua | 21.06.17

Novidades Douglas Focus + Essentials

Perfumarias_Douglas_Essentials-6.jpg

Fotos: Graziela Costa e Perfumaria Douglas

 

Já não sei em que ano foi, mas lembro-me que conheci as Perfumarias Douglas através de uma promoção de aniversário (quando vocês fazem anos e caso tenham cartão de cliente, eles oferecem-vos um vale de aniversário sem valor mínimo de compra). Na altura, não tinha muito dinheiro e aproveitei o meu  voucher para comprar alguns produtos da marca própria da Douglas e desde então já experimentei os discos e as toalhitas desmaquilhantes, o gel de duche e alguns cremes de corpo, mas nunca havia experimentado os produtos de rosto desta marca.

 

Recentemente, eles convidaram-me para conhecer as novidades da sua linha Essentials. Uma linha de corpo/rosto com uma vasta gama de produtos, cujos tamanhos vão dos 50ml aos 400ml e cujos preços não passam dos 12,50€. Novidades que me surpreenderam porque assim se gostar de um produto já vou poder comprá-lo em tamanho de viagem e ter na minha carteira para usar no dia-a-dia ou para uma viagem.

 

No mesmo dia pude ainda conhecer as novidades da gama focus. Nomeadamente, as linhas Age (sobre a qual a minha mãe irá escrever), a Clear (cuja review vai ser feita por uma blogger, que tem pele oleosa e que vos vai poder dar um melhor testemunho), a Aqua, a Sensitve, a Nutri e a Perfect (quatro gamas que acabam por ter mais a ver com a minha pele e sobre as quais escreverei brevemente), com produtos que vão desde o sérum, às máscaras, passando pelo creme de dia e de noite.

 

Os preços vão dos 10 aos 40 euros e os produtos já se encontram à vendas nas Perfumarias Douglas de todo o país.

 

Abaixo deixo-vos algumas fotografias que tirei neste evento que me deu a conhecer também a Mercearia Criativa, uma loja/café onde podem encontrar alguns produtos portugueses bem apetitosos, e onde graças às Amor e Lima tive a oportunidade de fazer a minha primeira coroa de flores. 

Perfumarias_Douglas_Essentials-1.jpg

Cuidados para todos os tipos de pele

Perfumarias_Douglas_Essentials-12.jpg

 A Liliana a explicar-nos todas as novidades

18836267_10155318744724544_1105814625_o.jpg

Perfumarias_Douglas_Essentials-8.jpg

Novidades Essentials

Perfumarias_Douglas_Essentials-9.jpg

Perfumarias_Douglas_Essentials-10.jpg

Novidades Focus

Perfumarias_Douglas_Essentials-11.jpg

18836307_10155318744739544_171155848_o.jpg

A fazer o que mais gosto: fotografar

Perfumarias_Douglas_Essentials-5.jpg

Perfumarias_Douglas_Essentials-2.jpg

Perfumarias_Douglas_Essentials-3.jpg

 Arranjos Amor e Lima

18835371_10155318744779544_1021464579_n.jpg

 A preparar a minha coroa

18838660_10155318744759544_565594791_o.jpg

 O nosso grupo

Graziela
Sex | 16.06.17

Música às sextas: Feist - Pleasure

FeistPleasure.jpg

Depois de uma "barrigada" de música no Nos Primavera Sound finalmente senti-me inspirada para escrever sobre "Pleasure", o novo álbum da Feist. Um disco sobre o qual tinha expectativas bastante elevadas. Primeiro porque tenho um carinho muito grande por esta artista (foi o primeiro concerto que fotografei com a minha primeira máquina fotográfica reflex) e segundo porque o álbum "Metals" de 2011 não me agradou muito.

 

Agora, em 2017 Feist regressa com "Pleasure", um disco que me deixou repleta de sentimentos confusos porque por um lado temos uma Feist roqueira com influências claras de PJ Harvey ou Patti Smith, exemplo disso é "Pleasure", a música que dá nome ao disco, mas por outro temos músicas como "Baby Be Simple", que são tão longas (talvez em concerto funcione porque ao vivo a malta tem a mania de esticar) que "quebram" o ritmo do disco.

 

Salvam-se "I'm Not Running Away", "Lost Dreams" e "I Wish I Didn't Miss You" onde podemos ver a Feist "original" (a do "The Reminder" ou "Let It Die") e a colaboração com Jarvis Cocker (vocalista dos Pulp), em "Century".

 

Pessoalmente, tenho saudades da Feist dos primeiros discos, mas pronto temos sempre músicas como "I'm Not Running Away" e "Any Party", que são daquelas que ainda vão perdurar nos nossos ouvidos muito tempo.

 

Feist - "Pleasure"

 

 Feist - "Century" 

Graziela
Qua | 14.06.17

Clarins Body Fit, em review

Clarins_Body_Fit-003433.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Seja no inverno, no outono ou mesmo na primavera ninguém gosta de ter pele "casca de laranja", mas no verão é que as coisas se complicam, por isso há que prevenir e para isso tenho usado o Clarins Body Fit. Um produto ajuda a deixar a pele mais lisa quando conjugado com uma alimentação equilibrada, muita água e claro, exercício físico.

 

No meu caso, ando a usar este produto há cerca de dois meses e já noto a pele mais lisa, mas poderia estar ainda melhor se fosse treinar mais vezes ao Fitness Hut (tenho andado preguiçosa), se bebesse mais água (já andava com uma média 1,5L por dia, mas desleixei-me) e se tivesse uma alimentação como fazia antes (desde que a minha mãe veio viver comigo tem sido uma desgraça). No entanto, posso dizer que estou satisfeita com este produto, pois mesmo fazendo asneiras ele parece funcionar, agora imaginem se seguisse tudo à risca... Ia ficar mesmo incrível!

 

Sobre este produto posso ainda dizer-vos que tem um cheiro bastante intenso, mas depois de aplicado passa rápido, para além disso uma textura suave e deve ser aplicado de manhã e à noite com movimentos suaves e deslizantes subindo dos tornozelos até à cintura e insistindo nas coxas, ancas e nádegas (não é tão complicado quanto parece). 

 

É certo que o o Clarins Body Fit só por si não vai acabar com a vossa celulite, mas acreditem que dá uma boa ajuda. ;)

Clarins_Body_Fit-003438.jpg

Graziela

Pág. 1/2